Mostrando postagens com marcador Serrania. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Serrania. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

POLICIA PROMOVE OPERAÇÃO CONTRA A VIOLÊNCIA EM SERRANIA

Uma grande operação conjunta das Polícias Civil e Militar, com apoio da Guarda Civil Municipal, resultou na detenção de duas pessoas e na apreensão de drogas e armas, em Serrania, na manhã do último dia 28 (sexta feira). Foram cumpridos oito mandados e um deles resultou na prisão em flagrante de um casal por suspeita de envolvimento com o tráfico de entorpecentes.
A ação tinha dois objetivos distintos. O primeiro era apurar a denúncia de que um homem estava vendendo drogas no bairro da Ponte e que a prática ilícita estaria deixando moradores em pânico, por conta da grande movimentação de usuários e criminosos pela área. O outro visava conter o ímpeto de pessoas ligadas a uma recente vítima de homicídio, que, segundo informações, estariam prometendo vingança e já teriam, inclusive, incendiado o veículo do autor do crime.
A droga foi encontrada na casa do suspeito de tráfico, e as armas estavam em um pesqueiro. Além do casal, outras pessoas acabaram conduzidas à Delegacia de Alfenas, para prestar esclarecimentos, dentre elas o secretário de Assistência Social de Serrania, apontado como dono de uma cartucheira, uma das espingardas apreendidas.
Detalhes na edição deste sábado (01) da Gazeta Machadense.










domingo, 12 de maio de 2013

ARMAS RETIRADAS DE CIRCULAÇÃO


Fim de semana com apreensão de armas pela Policia Militar em cidades da região. Um menor foi flagrado com um revólver, e uma pistola foi encontrada dentro de um vaso de flores.
A primeira apreensão ocorreu na tarde deste sábado (11), em Serrania. A PM recebeu uma denúncia anônima, informando que na rua Milton Reis Solto, bairro São Pedro, um homem teria escondido um objeto suspeito, que parecia ser uma arma de fogo, dentro de um vaso de flores. Os policiais foram averiguar e de fato encontraram, no local indicado pela denúncia, uma pistola Bereta 765, inoxidável, com um carregador e três munições intactas. A arma foi levada para a Delegacia, mas ninguém foi preso.
No domingo (12), foi a vez de uma guarnição machadense descobrir que um menor andava armado no bairro Santa Luiza. O jovem, já conhecido pela prática de diversos delitos, foi abordado na avenida Doutor Feliciano Vieira e, durante uma busca pessoal, os militares encontraram em sua cintura um revólver calibre 38, oxidado e com cabo de madeira marrom. No bolso do adolescente, que tem 17 anos, também haviam seis munições intactas e em perfeito estado de conservação, como a arma.
O suspeito foi encaminhado à Delegacia Regional de Alfenas para as demais providências, juntamente com o material apreendido.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

TJMG DEFINE 26 ANOS DE PRISÃO PARA ASSASSINO DE TAXISTA DE SERRANIA


Após análise de recurso pelo TJMG, Ricardo Rodrigues da Silva, de 26 anos, um dos autores do latrocínio que vitimou o taxista de Serrania, Ademar Teodoro de Lima (53 anos) em mais de 2011, acabou sendo condenado a 26 anos de prisão em regime inicialmente fechado. São quatro anos a menos que a condenação fixada em primeira instância, que era de 30 anos. A mulher de Ricardo, que também participou do crime, responde processo separadamente. Um irmão dele morreu em um acidente com o táxi da vítima durante a fuga após o assassinato.
O desembargador Adilson Lamounier, responsável pela análise o recurso, destacou que as provas do processo não deixam dúvida do envolvimento direto do réu no caso. Ricardo e o irmão tinham desavença com o taxista e por isso o homicídio também pode ter sido cometido por vingança. No entanto, o magistrado considerou que os antecedentes e a personalidade do réu não poderiam ser desfavoráveis a ele. Assim, decidiu reduzir a pena para 26 anos de reclusão em regime fechado.
No recurso apresentado à Justiça, Ricardo afirmou ter participado apenas do roubo ao taxista e que contribuiu apenas indiretamente com a morte da vítima. Porém, o desembargador considerou que a participação do rapaz em toda a ação era evidente. À polícia, ele teria dito que seu irmão (o que morreu) executou o crime e ele apenas amarrou Ademar a um pé de café. Já à Justiça ele negou participação no assalto e na execução. Além disso, dinheiro e celulares da vítima foram apreendidos com Ricardo no ato de sua prisão.

Mataram e foram beber

O taxista Ademar de Lima desapareceu na noite de 8 de maio de 2011, um domingo, em Serrania. Seu corpo foi localizado na madrugada da segunda-feira (9 de maio) em uma estrada vicinal de Campestre. A perícia constatou que a vítima foi apedrejada na cabeça até a morte e em seguida foi incendiada.
O crime foi rapidamente esclarecido, pois os autores, que fugiram com o carro do taxista, sofreram um acidente. Depois de consumar o latrocínio, Ricardo, o irmão Antônio da Silva e a mulher Silvia Miguel Goulart (hoje com 23 anos), foram a um bar, onde consumiram bebidas alcoólicas. Depois disso, seguiram pela LMG 880, onde Antônio, que conduzia o veículo, perdeu o controle da direção e caiu em um açude. Ele morreu, mas Ricardo e a mulher escaparam com vida.
Quando a polícia de Campestre chegou ao açude e percebeu que o veículo tinha placa de Serrania, contataram os colegas de lá e descobriram que ele era de um taxista desaparecido. Foi então que o crime foi elucidado. Ricardo e Silvia foram presos em flagrante.