Mostrando postagens com marcador loja. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador loja. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

MAIS UMA PORTA DE VIDRO ARROMBADA NO CENTRO

Continuam os furtos no Centro de Poço Fundo, notadamente na região da Praça São Francisco. A mais recente vítima foi a Laqcua Perfumes, a loja do Nercy. Na madrugada desta segunda-feira (24), a porta de vidro foi aberta facilmente pelo ladrão, que levou produtos e pouco mais de R$ 300 em dinheiro.
A Policia Militar foi acionada e tenta encontrar pistas que possam levar ao autor ou autores do delito.
Na semana passada, a invasão aconteceu na Lojas Ramos (outra com porta de vidro), com o mesmo modus operandi. O bandido simplesmente limpou o dinheiro do caixa.
Fica mais uma vez o alerta aos comerciantes. Os bandidos já sabem que beleza não significa segurança, e estão fazendo a festa com as portas blindex. Se esta for a sua opção para o acesso ao estabelecimento, procure investir em outros elementos para garantir que ele não seja o próximo alvo.



quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

INCÊNDIO DESTRÓI LOJA E ASSUSTA MORADORES EM MACHADO

Fogo era intenso no momento da chegada de nossa reportagem
Um incêndio iniciado em um terreno baldio, situado numa via paralela à Avenida Santa Cruz, causou um imenso prejuízo aos proprietários da loja Stela Móveis. Segundo testemunhas, o fogo começou por volta das 14 horas e deve ter sido ateado por alguém que resolveu eliminar o mato seco que tomava conta do referido lote.
Devido ao forte calor e tempo seco, as labaredas se espalharam rapidamente e logo chegaram ao depósito de sofás do estabelecimento. Lá também funcionava uma fábrica de costura, e a grande quantidade de panos estocada no imóvel acabou ajudando a proliferar o incêndio.
Ao perceberem que não dariam conta de controlar as chamas, funcionários e o proprietário da empresa começaram a retirar alguns sofás e móveis, acionando, em seguida, o Corpo de Bombeiros e solicitando a presença do caminhão pipa da Prefeitura. No entanto, com a rapidez em que as labaredas se espalharam não foi possível controlar o fogo, que tomou conta de todo o estabelecimento.
Cerca de 40 minutos depois, funcionários do Executivo compareceram e ajudaram a controlar o incêndio. Vinte minutos mais tarde, os Bombeiros também chegaram e deram fim ao fogo.
Estima-se que o prejuízo do comerciante seja de mais de R$ 500 mil.
Detalhes deste caso você confere na próxima edição da Gazeta.