Mostrando postagens com marcador trágico acidente. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador trágico acidente. Mostrar todas as postagens

sábado, 15 de agosto de 2015

MORTE TRÁGICA DURANTE ESCAVAÇÃO EM POUSO ALEGRE

Um pedreiro de 36 anos morreu após ser soterrado em uma obra que está em realização na rodovia Fernão Dias, em Pouso Alegre, no inicio da tarde deste sábado. O homem fazia uma escavação no local, ondr será construida uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto).
O corpo foi retirado pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Instituto Médico Legal.

Fotos: Corpo de Bombeiros 

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

CAMINHONEIRO MORRE ATROPELADO NA MG 179

Um caminhoneiro morreu atropelado na altura do quilômetro 19 da rodovia MG 179, proximidades do Distrito da Caiana (Machado), no final da tarde desta segunda-feira (25). O detalhe trágico é que Luiz Henrique Furquini (57 anos), a vítima, teria descido do seu caminhão, um Mercedes Benz carregado com café, para averiguar se não havia atingido um homem que teria atravessado a pista à sua frente, mas ele é que foi colhido por um Fiat Fiorino logo após desembarcar.
Um jovem que o acompanhava afirmou que tudo tinha acontecido muito rápido. Uma pessoa sobre uma bicicleta teria atravessado a estrada muito perto do utilitário, que havia sido carregado em Alfenas e seguia para o Porto de Santos. Luiz, que era morador da cidade litorânea paulista, teria ficado preocupado, pois não tinha certeza se havia atingido o ciclista, e por isso resolveu parar num local perigoso, o final de uma curva, para averiguar o que havia ocorrido. Segundo a testemunha, o Fiat apareceu de repente e o atingiu, matando-o instantaneamente.
O motorista do Fiorino estava muito assustado com o ocorrido. Ele passou pelo teste do bafômetro, que não acusou embriaguez, e depois foi levado ao Pronto Atendimento por amigos, por conta do seu total estado de choque.
Dois poço-fundenses que passavam pelo local em outro caminhão pararam para ajudar e acabaram cuidando do trânsito de veículos por várias horas, até o corpo, que permaneceu na pista, ser liberado pela perícia. O delegado Juliano do Lago, que seguia para seu plantão na Delegacia Regional, também ajudou a controlar o fluxo de veículos naquele setor até a chegada da Policia Rodoviária Estadual.
Detalhes deste caso você terá em nossa próxima edição da Gazeta Machadense.