Mostrando postagens com marcador lixo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador lixo. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

LIXÃO NO CANTEIRO





Quem mora ou tem que passar pela avenida João Gonçalves de Lima costuma ter essa desagradável visão várias manhãs da semana, e nesta sexta-feira (14) ela se repetiu: Sacolas jogadas no canteiro central da via, após a passagem do caminhão compactador, se tornam alvos fáceis para os animais, que espalham toda a sujeira pela área, princpialmente formada por fraldas descartáveis. Sem falar nos sacos deixados entre os galhos das árvores... Quem vê isso tudo, sente ao mesmo tempo revolta e nojo.
Acredita-se que os autores da "façanha" sejam moradores da zona rural, que preferem trazer seus detritos para a cidade por não terem pontos de coleta perto de suas propriedades.
Fica aí novamente o pedido à Prefeitura de que latões ou pelo menos uma caixa elevada para depósito de sacolas e sacos de lixo, na Saída da Ponte Azul ou no inicio da avenida, o que com certeza diminuiria em muito as ocorrências deste problema (pedido, aliás, que já vem sendo feito há muuuitos anos, mas nenhuma autoridade dá a mínima, o que gera a sensação de abandono).



segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

VIZINHOS DE DEPÓSITO DE RECICLÁVEIS SOFREM COM LIXO ORGÂNICO JOGADO POR "SEM NOÇÃO"

O fim de semana para quem mora nas proximidades do depósito de material reciclável de Poço Fundo não foi dos melhores. Pessoas não identificadas jogaram sacos com detritos aparentemente de restaurante, bar ou estabelecimento do gênero no local, e o mau cheiro tomou conta de toda a área. Até a policia foi chamada para fazer um boletim de ocorrência, porque a situação estava muito complicada.
Os responsáveis pelo espaço se sentem constrangidos. Segundo eles, não é a primeira vez que isso acontece, mas nesta oportunidade o mau cheiro foi pior que em outras ocasiões. Eles retiraram os pacotes da entrada do depósito e enterraram parcialmente, para solicitar a retirada posteriormente à Prefeitura.
Vizinhos afirmam que vem sofrendo com problemas como esse há muito tempo, e que até um cavalo morto já foi deixado por ali.
Resta saber que são os "sem noção" que despejam este tipo de lixo na área, lembrando que essa conduta pode configurar crime contra o meio ambiente e também contra a saúde pública.


segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

ACÚMULO DE LIXO REVOLTA MORADORES DO NOVA GIMIRIM

O lixo acumulado aos fins de semana logo no início da avenida José Evilásio Assi e na praça Dr. Clóvis continua a incomodar moradores e comerciantes. Nesta segunda-feira, a via e o jardim amanheceram tomados por detritos oriundos de lanchonetes e também de residências.
A proprietária de uma padaria das proximidades foi quem chamou a reportagem do JPF para fazer a reclamação. Segundo ela, algumas pessoas simplesmente jogam o lixo no canteiro central depois da passagem do caminhão que faz a coleta, no domingo. O resultado é óbvio: os cachorros fazem a festa, principalmente porque nas sacolas e sacos plásticos há restos de comida em profusão.
A Praça, por sua vez, fica totalmente tomada por sacolas, plástico, papel, copos, garrafas pet e outros restos de lanchonete, jogados por pessoas que se alimentam ali mesmo antes e depois de festas. Com isso, a segunda-feira é o dia mais complicado de trabalho tanto para as mulheres responsáveis pela varríção como para os coletores, que prometeram repassar novamente a comerciantes e moradores os horários corretos da passagem do compactador (sempre entre 9h30 e 10h00 da manhã).
A comerciante que faz a reclamação ainda completa sua revolta com uma acusação, mas sem citar nomes. Ela afirma que as garis fazem a limpeza do jardim e deixam tudo pronto para recolhimento. No entanto, uma outra pessoa, que seria inclusive funcionário da prefeitura, passa abrindo os sacos para recolher latinhas, e os deixa abertos, à mercê dos animais.

Mulheres responsáveis pela varrição na praça sofrem com o lixo acumulado do fim de semana

Detritos são jogados após passagem do caminhão, e animais fazem a festa

Coletores também passam sufoco por conta do acúmulo, com risco inclusive de acidentes com vidros quebrados 


segunda-feira, 10 de junho de 2013

LIXO E MAU CHEIRO NA SAÍDA DA ÁGUA LIMPA

Quem teve o desprazer de passar pela Saída da Água Limpa nesta segunda-feira (10) sentiu um misto de nojo e revolta. Moradores da zona rural simplesmente despejaram o lixo de suas residências logo no inicio do asfalto, e não se sabe se por obra de algum animal ou pessoa mal-educada mesmo tudo acabou espalhado pela via.
Fraldas descartáveis usadas, detritos de cozinha e de banheiros e até calçados (que poderiam até ser doados para pessoas carentes) tomaram conta do asfalto, das proximidades de uma residência até os fundos da Igreja Mãe Rainha. Para aumentar o dissabor (e o mau cheiro), os veículos, que não conseguiam desviar do lixo, passavam por cima dos resíduos e piorava ainda mais a situação.
Entramos em contato com a Prefeitura, e obtivemos a promessa de que uma limpeza seria feita no mesmo dia, para acabar com o sufoco. Vale reforçar também o pedido de que seja instalado ali, o mais urgente possível, uma caçamba ou outro espaço qualquer para o depósito do lixo doméstico destes moradores, já que infelizmente vai ser difícil fazer com que eles optem por deixá-lo pelo menos um pouco mais á frente, em algum local onde o caminhão faça o recolhimento.

Em tempo: O dono da residência próxima ao local do "despejo" já identificou parte dos sujismundos, e promete tomar providências caso eles não parem com essa prática. Até listas para churrascos e feijoadas foram encontradas no meio dos detritos, com os nomes dos organizadores. O churrasco é na roça, mas o lixo vai pro asfalto...






segunda-feira, 11 de março de 2013

CAMINHÃO DO LIXO TOMBA NA CURVA DO SINÉSIO

Duas pessoas ficaram feridas no tombamento do caminhão da coleta de lixo de Poço Fundo, no inicio da tarde desta segunda-feira (11). O acidente aconteceu na curva do Sinésio, quando o veículo voltava de mais uma viagem ao Aterro Sanitário de Alfenas.
Segundo uma testemunha, chovia muito na hora do sinistro. O caminhão simplesmente teria "dançado" logo no inicio da curva e em seguida tombou, batendo com a caçamba numa árvore e girando cerca de 180 graus no acostamento, ficando com a frente voltada para o lado contrário ao que seguia.
A Policia Militar controla o trânsito no local até a chegada da Policia Rodoviária, para as demais providências. O motorista e seu ajudante sofreram ferimentos leves e foram encaminhados para o Pronto Atendimento, e segundo informações colhidas por nossa reportagem já receberam alta.
Mais detalhes em nossas próximas publicações do grupo JPF.