Mostrando postagens com marcador CIDADES EXCLUÍDAS DO MAPA TURISTICO NACIONAL. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CIDADES EXCLUÍDAS DO MAPA TURISTICO NACIONAL. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

POÇO FUNDO, MATA E OUTRAS CIDADES DA REGIÃO SÃO EXCLUÍDAS DO MAPA TURÍSTICO DO BRASIL



Talvez algumas pessoas não saibam, mas pequenas cidades de nossa área, como Poço Fundo, São João da Mata, Bandeira do Sul, Ipuiuna e Caldas, dentre outras, até bem pouco tempo atrás estavam inseridas no Mapa do Ministério do Turismo. No entanto, desde julho deste ano, elas ficaram fora dos direcionamentos de políticas públicas e de repasse do Governo Federal para o fomento de atividades nesta área. Estão excluídas da nova lista divulgadas pela pasta.
A idéia da mudança, segundo o Ministério do Turismo, é fazer melhorar a capacidade de atuar de forma coordenada com os estados, regiões e municípios neste setor. Com um mapa mais enxuto e que retrata de forma mais fiel a oferta turística brasileira, pode-se focar os esforços e otimizar os resultados. As cidades que foram mantidas teriam mostrado que estão se organizando de fato para o crescimento deste segmento. Os que foram excluidos ou não tiveram inclusão aceita, pelo contrário, não teriam feito investimentos necessários para se sustentarem em suas posições no mapa.
Em todo país, de 3.341 municípios constantes no mapa do turismo de 2013, foram cortados 1.166 — uma baixa de 35%. Em Minas Gerais, a queda foi ainda mais vertiginosa: de 466 municípios, apenas 285 foram considerados como cidades turísticas mineiras: um corte de 39%.
Além de Poço Fundo e das quatro cidades já citadas de nossa área, outras que também foram excluídas são a fria Cabo Verde, Santa Rita de Caldas, Campo Belo, Boa Esperança, Campos Gerais, Ibitiura de Minas, Botelhos, Congonhal, Heliodora e Brazópolis (que tem um belo observatório), só para apontar algumas.
Já dentre as que mantiveram seus postos, estão Alfenas, Areado, Pouso Alegre, Poços de Caldas, Santa Rita do Sapucaí, Fama, Paraguaçu, Elói Mendes, Monsenhor Paulo, Cachoeira de Minas, Conceição dos Ouros, Paraisópolis, Gonçalves, Consolação, Ouro Fino, Monte Sião, Jacutinga, Borda da Mata, Alpinópolis (inserido neste ano) e Extrema.
Confira aqui a explicação do Ministério do Turismo para as mudanças no novo mapa, divulgado no dia 12 de julho no site da pasta, e a categorização das cidades de nossa região.



Paraisópolis se manteve no Circuito das Serras Verdes, na categoria D, ou seja, tem um turismo regionalizado, mas com apoio pode ampliar essa visitação
Poço Fundo saiu do circuito Caminhos Gerais...
...e São João da Mata agora não faz mais parte do Circuito das Serras Verdes